Lelé: diálogos com Neutra e Prouvé (versão brochura ou ebook)

Lelé: diálogos com Neutra e Prouvé (versão brochura ou ebook)

R$ 39,00
. Comprar  

André Marques

Prefácio Abilio Guerra e posfácio Paulo Bruna
Coordenação editorial Abilio Guerra e Fernanda Critelli
 
Coleção Pensamento da América Latina, v.6
Romano Guerra Editora e Nhamerica Platform, São Paulo e Austin, 1ª edição, 2020
 
Versões em português
brochura e ebook
256 páginas
12x17cm, 300g
ilustrado, pb
ISBN 978-65-87205-08-3 (português, brochura RG)
ISBN 978-65-87205-09-0 (português, ebook RG)

ISBN 978-65-87205-10-6 (inglês, brochura RG)
ISBN 978-65-87205-06-9 (ingles, ebook RG)


versão português ebook
Amazon
Apple

versão inglês ebook
Amazon
Apple
 


resenhas do livro

Como se escreve uma dissertação
Abilio Guerra
 


sobre o livro

O sexto livro da coleção “Pensamento da América Latina”,  Lelé: diálogos com Neutra e Prouvé, de André Marques – aborda as “estratégias bioclimáticas”, em especial a busca constante do arquiteto por elementos arquitetônicos capazes de insuflar ar em suas edificações usando preferencialmente as forças da natureza.

O autor também identifica em Lelé uma preocupação constante com a performance, uma ação concebida como laboratório experimental baseado em “recorrência e aperfeiçoamento”. Assim, o arquiteto vai experimentar em obras distintas o mesmo dispositivo, mas corrigido a cada etapa à luz dos problemas detectados. Em suma, repetir e aprimorar como princípios de projeto.

O porte cada vez maior dos sheds observado na série de projetos do arquiteto é entendido como evolução conquistada no ajuste constante do elemento técnico em busca do controle das forças naturais. Nesse ponto é que se encontram as duas matrizes intelectuais que impactam o pensamento e a obra de Lelé, segundo André Marques: a busca de uma arquitetura ambientalmente apropriada a ser construída com coordenação modular e repetição seriada.

Além de relacionar a obra de Lelé às estratégias projetuais dos arquitetos Jean Prouvé e Richard Neutra, André Marques insere a formação intelectual, ética e política do personagem – “o monge, o hippie” – no contexto mais largo do debate social, além de registrar suas afinidades eletivas como profissional, em especial seu apreço por Oscar Niemeyer e sua obra.

O livro é baseado na dissertação de mestrado “A obra de João Filgueiras Lima, Lelé: projeto, técnica e racionalização”, orientada por Abilio Guerra e defendida em 2012 no Programa de Pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie. A pesquisa que deu base ao livro recebeu recurso do Fundo Mackpesquisa.

Veja também