Arquitetura rural na Serra da Mantiqueira

Arquitetura rural na Serra da Mantiqueira

R$ 98,00
R$ 90,00
. Comprar  

Marcelo Carvalho Ferraz
Romano Guerra, São Paulo; 3ª edição, 2020

Apresentações de Lina Bo Bardi, Antonio Cândido e Agostinho da Silva
Orelha de Darcy Ribeiro

Concepção editorial de Victor Nosek e Marcelo Carvalho Ferraz
Colaboração de Isa Grinspum Ferraz
Design gráfico de Victor Nosek

Edição bilíngue (português/inglês), brochura, 96 páginas
27x21 c, 450g
ilustrado, colorido, fotos
ISBN 978-85-88585-90-4


sobre o livro

A Romano Guerra Editora lança a terceira edição de Arquitetura Rural na Serra da Mantiqueira, livro de valor artístico e documental que abrange diferentes áreas da cultura, como patrimônio histórico – material e imaterial – arquitetura, antropologia e fotografia. De autoria do arquiteto Marcelo Carvalho Ferraz, o livro reúne cerca de 110 fotografias e textos originais de Antônio Candido, Lina Bo Bardi, Agostinho da Silva e Darcy Ribeiro, além do próprio autor. Foi publicado pela primeira vez em 1992, por ocasião da exposição Caipiras, Capiaus: Pau-a-pique, no Sesc Pompeia, com curadoria de Lina Bo Bardi; teve uma segunda edição em 1996, que logo se esgotou.
O livro encarta os textos de Ferraz e convidados em um álbum de fotografias, que revela, e releva, a imersão do homem no território e sua produção material. Sua estrutura capitular – “A terra”, “O homem”, “A arquitetura” – estabelece vínculo estreito com a clássica tríade formulada por Euclides da Cunha em seu Os sertões. A casa e seus objetos utilitários, em especial os fornos à lenha, as edificações de armazenamento de ferramentas e estocagem da escassa produção, as edificações religiosas, a diversão na forma de botequim e circo, o pião da criança e a bicicleta do homem adulto, a agricultura de sobrevivência e os jardins caipiras, os artefatos para a lide cotidiana na roça, os habitantes com seus trajes e trejeitos... Um universo calmo e introspectivo, uma espécie de museu vivo de um modo de existência tradicional e arcaico.

 


Orelha de Darcy Ribeiro

"Mais paixão por Minas temos nós, mineiros exportados, do que aqueles que ficaram lá dentro, curtindo e sofrendo a mineiridade. Temos, por isso, mais olhos que eles para ver Minas pintada ou retratada em fotos. Afinal, os mineiros, em Minas, têm a morraria e o casario para lamber com os olhos todo dia, o dia todo. Nós não.
Confesso que me emocionou muito demais olhar a beleza do livro que o Marcelo compôs. Ele nos mostra, com o olho mágico de sua câmara, a comovente vontade de beleza que os mineiros mais pobres expressam nas suas casas rústicas.
É bom de ver, também, nossa terra alçada, em morrarias humanizadas. E nossa bela gente, que até na feiura de sua pobreza, consegue criar beleza maior que a fome de ouro e pedrarias que escraviza os mineiros desde sempre. Há uma fome canina de alegria e felicidade que grita, visível, nestas fotografias".

sobre o autor

Marcelo Carvalho Ferraz, arquiteto formado pela FAU-USP, é sócio do escritório Brasil Arquitetura e também sócio fundador da Marcenaria Baraúna, onde desenvolve projetos de mobiliário. É professor de projeto da Escola da Cidade, em São Paulo.

Veja também