Arquitetura moderna paulistana

Arquitetura moderna paulistana

R$ 110,00
. Comprar  
Alberto Xavier, Carlos Lemos e Eduardo Corona
 
Romano Guerra Editora, São Paulo; 2ª edição, 2017
Coleção RG facsímile_2
capa dura
21 x 21 x 2 cm
800 g
296 p, fotos, ilustrado, pb
ISBN 978-85-88585-70-6


Patrocínio: Dpot, Estúdio Sarasá, Refúgios Urbanos, Centro Universitário Belas Artese e 892 apoiadores do Catarse.


 
sobre o livro

O guia da ARQUITETURA MODERNA PAULISTANA, organizado por Alberto Xavier, Carlos Lemos e Eduardo Corona, mapeia o cenário da arquitetura moderna produzida em São Paulo. Foi inicialmente publicado em fascículos na revista “A Construção São Paulo” a partir do ano de 1978 até 1983, quando foi editado em um volume completo. O livro, estruturado em fichas de obras construídas organizadas cronologicamente, inicia com a polêmica atribuição de primeira obra moderna ao edifício de apartamentos na avenida Angélica, projeto de Júlio de Abreu, de 1927,
e termina em 1977 com o Centro Cultural São Paulo, de Eurico Prado Lopes e Luiz Telles. O livro apresenta uma série de edifícios e conjuntos arquitetônicos que são marcos da cidade de São Paulo: Edifício Esther, de Álvaro Vital Brazil e Adhemar Marinho, 1935; Edifício Prudência, de Rino Levi e Roberto Cerqueira Cesar, 1944; Casa de Vidro, de Lina Bo Bardi, 1949; Parque do Ibirapuera, de Oscar Niemeyer, Zenon Lotufo, Hélio Uchoa e Eduardo Kneese de Mello, 1951; Edifício Copan, de Oscar Niemeyer, 1951; Estádio do Morumbi, de Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi, 1952; Edifício Nações Unidas, de Abelardo de Souza, 1953; Conjunto Nacional, de David Libeskind, 1955, entre outros.

 
sobre os autores

CARLOS LEMOS, Arquiteto, artista plástico, professor, pesquisador, crítico, articulista e escritor, (1925) formou-se na FAU Mackenzie em 1950. Nos anos 1950, dirigiu o escritório de Oscar Niemeyer em São Paulo, sendo coautor do Edifício Copan. Teve importante atuação na área de patrimônio atuando nos órgãos Condephaat, Iphan e Conpresp. Professor aposentado da FAU USP, onde atuou por mais de meio século, é autor de dezenas de livros.

ALBERTO XAVIER (1936) formou-se arquiteto na UFRGS, em 1961. Foi professor da FAU UnB, FAU USP e outras escolas de arquitetura, atuou nos escritórios de Rino Levi e Lelé, e é autor de outros livros clássicos da arquitetura brasileira, como Sobre Arquitetura (organização de textos de Lúcio Costa), Depoimentos de uma Geração e os quatro volumes sobre a arquitetura moderna das capitais brasileiras São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

EDUARDO CORONA (1921-2001) formou-se em 1946 na FAU UFRJ. Estagiou e trabalhou no escritório de Oscar Niemeyer nos anos 1940, foi secretário geral do IAB/DN e organizador, em 1948, do II Congresso Brasileiro de Arquitetos em Porto Alegre. Foi professor da FAU USP (1949-2001). É autor de importantes obras de arquitetura, dentre elas o Planetário do Ibirapuera (1954) e o edifício dos cursos de história e
geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (1961).
• Prazo para postagem:
Veja também